Publicado por: rivermom | fevereiro 24, 2011

E o que é “giri-choco”

Sei que o assunto ja passou faz tempo, 14 de fevereiro foi dia de São Valentino. Mas quem é esse santo que nunca ouvi falar ? Pelo menos eu não o conhecia e nunca tinha ouvido falar nesse santo até eu sair do Brasil em meados dos anos 90. Parece que hoje ele já é mais conhecido no Brasil só não sei se a fama dele é tão forte quanto no exterior.

Pra quem é leigo como eu era, embora eu acredite que hoje em dia não exista mais quem não o conheça, ele é o padroeiro dos namorados. No Brasil temos o “Dia dos Namorados” e o “Dia de Santo Antônio”, e a existência desse outro santo parece ser irrelevante. O comércio é que deve idolatrar esse santo pois ele é mais um motivo para aquecer as vendas, porque não ?

Nos paises onde morei (e moro), Japão e Tailândia, por serem de maioria budista, não é celebrado o “Dia de Santo Antônio”, claro. Mas então porque celebrar o dia de um outro santo, o São Valentino ? No Brasil o Dia dos Namorados como todos conhecem é dia 12 de junho e esse dia parece ter sido “inventado” por comerciantes paulistas que plagearam o “Valentine’s Day” dos americanos. Engraçado que eles não criaram o Dia de São Valentino como todo o resto do mundo no dia 14 de fevereiro. No entando criaram uma data completamente fictícia para representar o Dia dos Namorados exatamente na véspera do Dia de Santo Antônio.

Japão, Tailândia, países predominantemente budistas celebram essa data de “San Valentine’s Day” do mesmo jeito que celebram o Natal, puro comércio. E para a dor de cabeça de muitos pais de adolecentes, o dia que as “filhas donzelas” resolvem passar uma noite especial com os namorados. Na Tailândia, numa pesquisa entre adolecentes descobriu-se que o numero de adolecentes virgens diminui após este dia.

No Japão a propaganda dos hotéis é tão grande nessa época para atrair casais que parece um crime se você e seu namorado não passam a noite juntos.

Bom, mas esse não é o ponto. Para mim foram os chocolates que me incomodavam. No Japão existe a tradição de que as mulheres devem dar chocolate para os homens.

Embora já tenha visto mulheres receberem chocolates de mulheres se elas são muito amigas e provavelmente sem namorados, não me recordo de ter visto isso entre homens (a menos que… ^o^)

Trocar presentes com o namorado e passar uma noite romântica é muito natural e quem não gosta, não é mesmo ? Até acho que nem deveria ter data pré-definida para isso. Cada casal deveria ser livre para celebrar sua “data especial”, e mais de uma vez por ano, se me permitem. Mas no Japão esses chocolates não são apenas das mulheres para os seus namorados.

Esse chocolates do Valentine’s Day, principalmente os do Japão onde morei por 12 anos é que foram a coisa mais ridícula que poderiam ter inventado.

Se uma menina quer surpreender um paquera com um chocolate em forma de coração que ela mesma confeccionou para declarar sua paixão é uma coisa. Mas comprar chocolate para distribuir entre os colegas de trabalho e de escola é outro. Isso inclui até colegas que você nem é muito chegada mas que você acaba entregando para não ficar mal na frente dos outros. E aquele que os japoneses chamam de “giri-choco”, ou o “chocolate forçado”, aquele que você tem de dar para o seu chefe e é sua obrigação. Você nem é chegada, nem amiga, mas ele é o seu chefe de trabalho e se voce não aparecer na frente da mesa dele com o seu “giri choco” nesse dia vai pegar muito mal, muitíssimo mal !

Vá ao banheiro e na frente do espelho ensaie aquele *sorriso* duro se você não está acostumada a sorrir para ele antes de ir cumprimentá-lo. O chefe também vai encenar a parte dele e aceitar o seu chocolate porque quer chegar em casa e mostrar para a famíllia o quanto ele é querido pelos seus subordinados (mesmo que a familia saiba que o chocolate não passe de um mero “giri-choco”). Sim, o Valentine’s Day serve para medir a popularidade dos homens entre as mulheres. E coitado daquele que chega em casa sem nenhum, que vexame !

Chega-se ao cúmulo de os “giri-choco” já virem em embalagens diferentes e serem vendidos com o emblema de “giri-choco” mesmo. Ta certo, tem mulher que realmente quer mostrar simpatia ao chefe e compra aqueles mais caros e de marcas famosas. A mulher do chefe vai tirar isso de duas maneiras, ou o marido é realmente respeitado ou tem coisa ai…

E o Japão não parou ai, criou o “White Day” que é o dia em que os homens terão de retribuir o presente do Valentine’s Day para as mulheres e é celebrado no dia 14 de março. Geralmente o retorno não é o chocolate, embora o sentido do “white day” tenha sido originalmente o retorno com o chocolate branco de leite. Note-se que o presente do “White Day” deve ser equivalente ou maior que o valor do chocolate recebido. Com excessão do “giri-choco” talvez a regra deva ser, “retribua 3 vezes o valor”. No caso de casais de namorados, as mulheres geralmente esperam ganhar jóias ou lingerie e o que mais as deixe felizes…

Além do Japão o “White Day” parece ser celebrado na Coréia, China e Taiwan também. Não sei se esse costume chegou aqui na Tailândia ainda mas se ainda não, tenho certeza de que não levará muito tempo para esse costume se alastrar pelos outros países da ásia afinal tudo é em nome do comércio, não é mesmo ?

Pelo menos aqui ainda não existe o giri-choco e espero que este nunca passe as fronteiras do Japão !

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: